12 Perguntas rotineiras para o Veterinário

12 Perguntas rotineiras para o Veterinário

Selecionamos 12 Perguntas rotineiras para o Veterinário. No dia a dia, nos deparamos com dúvidas que são muito comuns a diversos donos de animais.  Nesse artigo, contamos com a da Médica Veterinária Débora Bruschi Karmalus para responder as questões. 

1. O que fazer para acabar com pulgas e carrapatos?

Isso é muito comum entre muito animais de estimação.  Para combater pulgas e carrapatos, devemos realizar 3 etapas:

  1.  Catação (remoção dos carrapatos e pulgas no animal)
  2.  Medicar o animal
  3.  Limpar e dedetizar o ambiente e acessórios.

No entanto, hoje em dia temos inúmeros medicamentos tanto para os animais quanto para o ambiente. Um médico veterinário poderá indicar qual a melhor opção de acordo com cada caso.

Contudo, as três etapas são fundamental para o sucesso no combate a esses ectoparasitas.

Perguntas rotineiras para o Veterinário

Perguntas rotineiras para o Veterinário

2. Quantas vezes por semana devo dar banho no meu pet?

Entre as perguntas rotineiras para o veterinário, essa é uma das mais frequentes .  Cada cachorro apresenta um tipo de pelagem diferente. Sendo assim, a necessidade de banho e tosa podem variar. Porém, banhos semanais são recomendados.

Em geral, os cães de pelos longos vão precisar ser escovados diariamente. Isso evita  que o pelo “embole”.  Ainda, vão necessitar de tosa, principalmente nas épocas mais quentes.

O banho e a tosa vão ajudar na higiene do animal. Portanto, auxiliam na prevenção de doenças.

Leia também Dicas simples para tornar o banho do seu cachorro mais fácil, rápido e sem bagunça

3. Como diminuir a queda de pelos?

A queda de pelos pode ser provocada por inúmeras causas. Note que nem sempre está diretamente relacionada a problemas de pele ou do pelo.

Os animais vão sempre apresentar uma queda natural dos pelos. Aliás, isso é um processo fisiológico de renovação onde caem os pelos velhos e nascem novos. Sendo assim, esse processo fisiológico não leva a falhas na pelagem do animal.

Entretanto, há outras causas de queda de pelos. Como por exemplo as deficiências nutricionais, dermatites, e algumas alterações sistêmicas.

Por isso, caso o seu cão esteja soltando muito pelo o recomendado é levá-lo a consulta com médico veterinário.

4. A vacina da leishmaniose Leishtec é segura? Ou vai fazer meu cão ficar positivo para a doença?

A aplicação da vacina Leishtec é realizada em animais assintomáticos.  E, com resultado sorológico negativo para Leishmaniose. Após o exame negativo, o animal toma 3 doses da vacina com intervalo de 21 dias entre as doses. O cachorro apresentará resposta imunológica completa somente após 21 dias da última aplicação do protocolo (3° dose).

No entanto, a vacina não protege 100% dos cães.  E como todo produto biológico, pode ocorrer reações de hipersensibilidade que deverão ser tratadas de acordo com as orientações de um médico veterinário.

O cão vacinado com a Leishtec não apresenta resultado positivo no teste sorológico de Leishmaniose.

5. Meu cão não tomou as vacinas anuais (exceto a raiva). Como proceder?

O ideal é que o cãozinho passe por uma avaliação com um Médico Veterinário, Pois é preciso preparar um esquema vacinal de acordo com o seu estado de saúde atual. É, claro,  que com seu  histórico de vacinação também. 

Colocar as vacinas em dia é de extrema importância para a saúde de seu animal.

 6. Como ensinar os cães a fazerem suas necessidades no lugar certo?

Ensinar um filhote é preciso ter paciência e disponibilidade para educá-lo.

Toda vez que o animal fizer as necessidades no lugar errado, vocês devem chamar a atenção dele! Como?  Mudando tom de voz e dar um castigo (não fazer carinho, por exemplo).

Ao contrário, todas as vezes em que o animal acertar devem ¨fazer festa¨. Ou seja, mostrar que estão felizes.

Atenção que a correção deve ser no momento em que cometeu o erro. Afinal, depois disso o animal não vai conseguir entender o que está acontecendo.

No mercado, existem alguns produtos que servem para auxiliar nesse período de aprendizagem.  Produtos tais como os tapetinhos higiênicos e produtos que sinalizam onde pode  ou não fazer o xixi podem ajudar.

Mas devemos sempre lembrar que esses produtos não os educam sozinhos. Sem dúvida, eles apenas ajudam!

>> Aprenda a adestrar seu cão passo a passo , clique aqui!

7. O cachorro morte o próprio dono. Carregado, ele se acalma ?

Primeiramente, é preciso entender o que o está levando à agressividade? Logo, uma boa avaliação médica e realização de exames vão ajudar. Ou se tem algum motivo para tal comportamento?

O uso de florais podem trazer bons resultados. Para isso, devem ser utilizados de maneira correta e constante.  Embora, não tragam resultados imediatos.  Apesar disso, com o tempo vai ajudar bastante. Não tem contra indicação!

Sendo assim, recomenda-se que leve seu cãozinho ao médico veterinário. Além disso, reitero que o uso dos florais pode ser indicado.

Perguntas rotineiras para o Veterinário

Perguntas rotineiras para o Veterinário

8. Para quem não quer castrar, gostaria de saber se injeção dá câncer?

O uso de anticoncepcionais é extremamente contra indicado. Sabe-se que eles podem favorecer o aparecimento de neoplasias. E, predispor a piometra (infecção uterina).
Ou seja, o recomendado é a castração. Dessa forma, há maior segurança para evitar a gestação.

Fonte: Médica Veterinária DÉBORA BRUSCHI KARMALUK