A Importância da Vacinação para os Cães

em

A IMPORTÂNCIA DAS VACINAÇÕES

Fonte: Dogtime

Atualmente as Vacinas tornaram-se comuns para os cães, como prevenção de doenças caninas potencialmente graves como a cinomose, raiva e hepatite. A vacinação regular protege a saúde do seu animal de estimação, mas também pode manter as pessoas da sua família saudáveis – algumas doenças caninas podem ser transmitidas para os seres humanos.

Se você tem dúvidas sobre a vacinação do seu Cão, Pergunte ao Dr. Max  clicando aqui. Um Médico Veterinário do Fareja Pet responderá às suas perguntas em até 24 horas.  Esse é um serviço de cortesia oferecido pelo Fareja Pet aos seus usuários.

Embora as vacinações anuais sejam a regra geral há algum tempo, estudos recentes têm mostrado que as vacinas caninas podem ser eficazes por períodos de tempo mais longos do que se pensava originalmente. Como as vacinas tornaram-se mais seguras e personalizadas para cada cão, é cada vez mais comum os veterinários recomendarem a vacinação menos frequente, de acordo com as necessidades específicas do seu cão.

Uma das práticas atuais é considerar cada cão de forma diferente, e o ideal é que cada um tenha o seu calendário individual de imunização, adaptado às suas necessidades específicas e fatores de risco. Os fatores que devem ser considerados incluem o estado de saúde, raça, idade, estilo de vida, meio ambiente e hábitos de viagem.

Os riscos para vários tipos de doenças podem variar de cidade para cidade em todo o país, e até dentro de diferentes áreas da mesma cidade. É por isso que é tão importante trabalhar em estreita colaboração com o seu veterinário para determinar quais imunizações são importantes para o seu cão e quantas vezes ele deve ser vacinado.

Riscos à saúde associados à vacinação

Alguns proprietários de animal de estimação têm a preocupação de que vacinar seus cães trazem riscos à sua saúde. Embora qualquer procedimento médico, incluindo vacinas, carregue algum grau de risco, o risco é geralmente muito maior se o cão não tomar todas as vacinas recomendadas pelo veterinário.

Se você está preocupado com os potenciais efeitos colaterais que as vacinações podem trazer, converse com seu veterinário sobre o que é melhor para o seu animal de estimação. Tenha em mente que seu veterinário está lá para proteger o seu cão, e não vai trazer riscos desnecessários à sua saúde. Ele vai basear sua decisão de vacinar em uma série de fatores, incluindo o estilo de vida e idade do seu cão, bem como o seu potencial de ser exposto a uma variedade de doenças.

As reações às vacinas são relativamente raras, e geralmente incluem dor ou inchaço no local da aplicação da injeção. Às vezes os cães têm uma reação alérgica a uma vacina, que aparece rapidamente após a administração.

Se você suspeitar de uma reação alérgica em seu cão, entre em contato com seu veterinário imediatamente, uma vez que estes tipos de problemas podem se tornar muito graves e até mesmo fatais. Uma reação ainda mais rara a uma vacinação fará com que o sistema imunológico do seu cão responda atacando o tecido dentro do corpo, resultando em distúrbios da pele, articulações, sangue ou sistema nervoso. Estas situações também podem ser muito graves, mas são, felizmente, também bastante raras.

Noções básicas de vacinação

Existem dois tipos diferentes de vacinas que o seu cão deve receber. O primeiro tipo é chamado de vacinas de núcleo, e inclui as vacinas que são consideradas essenciais para todos os cães, envolvendo doenças que são facilmente transmitidas e / ou fatais. Estas doenças são a raiva, adenovirose, parvovirose e cinomose.

Outras são consideradas como vacinas não essenciais e incluem proteção contra doenças que dependem da exposição ambiental ou do estilo de vida. Estas são as vacinas que você precisa discutir com o seu veterinário para determinar se o seu cão necessita de algumas. Entre elas estão: bordetella, parainfluenza, leptospirose (quatro tipos) e vacina combinada de cinomose e sarampo.

Frequência das vacinações

Quando seu cão é um filhote, não há uma agenda muito padrão de vacinas que precisa ser cumprida durante o seu primeiro ano de vida. Após este ano inicial, as vacinas de núcleo de parvovírus, adenovírus e cinomose devem ser administradas a cada um a três anos, com base na recomendação do seu veterinário.

Embora alguns veterinários estejam de acordo com o calendário de vacinação anual tradicional, outros preferem vacinar menos freqüentemente, considerando as circunstâncias individuais do animal. Os governos estaduais e municipais determinam a freqüência com que uma vacinação contra a raiva deve ser administrada e seu veterinário conhecerá as diretrizes para sua área. Este prazo pode variar de uma vez por ano a uma vez a cada três anos.

Mesmo se você decidir que as vacinações a cada três anos são a melhor escolha para o seu cão, um exame anual por seu veterinário ainda é essencial para manter seu cão saudável e feliz. Tenha em mente que um check-up anual é o equivalente a um humano indo ao consultório do médico a cada cinco a sete anos. Muita coisa pode acontecer durante este tempo, por isso que é tão importante o seu veterinário dar uma olhada no seu cão regularmente. A detecção precoce de problemas pode significar opções de tratamento mais eficazes e um animal de estimação saudável.

Ficou com dúvidas?  Esclareça suas dúvidas perguntando ao Dr. Max.